Super Natural! Veja Como Continuar Linda Sem Parecer Maquiada

Entenda O Que é Neutralidade De Rede E Como Dá certo No Brasil




Três Aplicativos Para Blogueiras Que devia Notar


Você tem outras centenas de amigos no Facebook, curte muitas páginas na rede e está em numerosos grupos, entretanto nunca vê o conteúdo que todos publicam. Ou, dessa maneira, você tem uma página para sua marca com alguns milhares de seguidores, todavia percebe que somente uma pequena porcentagem dos seus fãs chega a curtir ou mesmo ver aquilo que você está informando.


Já se perguntou por que este tipo de ocorrência ocorre pela mídia social mais popular do universo? A alternativa do que vemos ou não em nosso feed não é aleatória, mas regida por um algoritmo, e é ele que vamos compreender a acompanhar. O algoritmo é uma espécie de regra montada para responder várias circunstâncias.

     
  • Cinco - Com ou sem extras
  •  
  • Luedji Luna
  •  
  • 2005 MSN Search Lançamento término
  •  
  • Aula 05 - Página de Captura Serve Pra Segmentar o Tráfego
  •  
  • Capítulo 263

Como por exemplo, vamos sonhar que você é dono de uma lanchonete e está montando uma plataforma de pedidos online pra impulsionar as vendas. O teu desenvolvedor podes lembrar um algoritmo que possa ser capaz de lembrar produtos complementares para o pedido principal. Pensando nisto, ele cria uma diretriz que especifica que a todo o momento que um freguês solicitar um hambúrguer, ele vai ver de perto um pop up com 20% de desconto pra adquirir batatas fritas para seguir o lanche.


Outra diretriz poderá interpretar os pedidos que o comprador faz com mais frequência e revelar, no topo da lista, aquilo que mais tem a ver de perto com o seu gosto pessoal. Portanto, se você tem um freguês que a todo o momento pede hambúrguer vegetariano, pode construir uma determinação pra que tudo o que não contenha carne seja exibido primeiro pra ele. No caso do Facebook, um dos algoritmos é voltado para interpretar o jeito do usuário e estipular aquilo que ele vai visualizar primeiro em seu feed de notícias.


E é a respeito que falaremos a seguir. Não conhecemos 100% sobre o assunto como o algoritmo do Facebook funciona, todavia existem alguns pontos que sabemos que são reais. Pra começar, o algoritmo do Facebook se baseia nas preferências do usuário. Isto significa que a tecnologia percebe o que e quem você realmente gosta e apresenta preferência pra apresentar conteúdo destas pessoas ou páginas. A título de exemplo, vamos pensar que, no mesmo dia, você curtiu a página A e a página B. Nas próximas horas, você receberá as últimas publicações destas páginas e o algoritmo vai sondar a sua atitude em relação a esse assunto.


O mesmo ocorre com os amigos que você acrescenta. Se você quase não se interessa por aquilo que alguém publica, a tendência é que olhe cada vez menos postagens dela. Como o algoritmo do Facebook é baseado em interação, por um lado ele força as páginas a criarem conteúdo cada vez melhor e mais interativo para que os fãs interajam e continuem vendo o que tua marca publica.


Isso é algo muito sensacional, por fim, quem quer estar em contato e engajar o cliente precisa, mesmo, estar a todo o momento preocupado com o tipo de material que interessa ao público e trabalhar para formar assunto cada vez melhor. Mas, por outro lado, quem tem uma página pequena e está começando um trabalho de marketing digital na rede de Mark Zuckerberg ainda não tem um público fiel.


Isso talvez pode cessar “obrigando” a pessoa a investir em anúncios e publicações patrocinadas pra fazer com que mais gente olhe o que está compartilhando. Pensando em fazer uma campanha no Facebook? Vira e mexe a mídia social muda as configurações dos seus algoritmos. O Facebook a todo o momento diz que o intuito é aperfeiçoar, ainda mais, a experiência do usuário e transmitir mais assunto pertinente a ele, o que poderá ser verdade e é excelente para quem usa a rede social. Mas diversas das mudanças prejudicam as páginas e, de novo, as obrigam a investir ainda mais em publicidade pra prosseguir aparecendo para seus seguidores. Uma das últimas transformações consideráveis noticiadas pela rede aconteceu em junho nesse ano.


No website oficial do Facebook, o VP de Gerenciamento de Item, Adam Mosseri, explicou que um dos novos valores do feed de notícias da rede seria manter o assunto de amigos e família (isto é, perfis pessoais) primeiro. Em segundo e terceiro lugares, o objeto exibido deveria auxiliar para informar ou entreter o público.